Uso forçado de cloroquina provoca debandada na Saúde

Brasil 247

Jornal Lagoa News

247 – O governo de Jair Bolsonaro segue provocando uma debandada no ministério da Saúde pela imposição ao uso do medicamento cloroquina no combate ao Covid-19. Nesta sexta-feira (22), o secretário de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos do ministério, Antônio Carlos Campos de Carvalho, pediu demissão por não concordar com a orientação do governo.

Carvalho era o responsável pela incorporação de medicamentos ao SUS.

O Ministério da Saúde divulgou nesta quarta-feira (20) o protocolo que libera no SUS o uso da cloroquina e da hidroxicloroquina até para casos leves de Covid-19.

Estudos internacionais não comprovam eficácia do remédio e especialistas alertam para os graves efeitos colaterais que a cloroquina causa, como, por exemplo, problemas cardíacos.

Veja:

Jornal Lagoa News
Rubens Britto

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.