Última vítima fatal de desabamento na Flórida é identificada

ultima-vitima-fatal-de-desabamento-na-florida-e-identificada
Jornal Lagoa News

Estelle Hedaya, a última vítima identificada

Ivonne Malaver/EFE

A última vítima que estava desaparecida após o desabamento de um prédio na Flórida foi identificada nesta segunda-feira (26). As informações foram publicadas pela CBS Miami.

Após quatro semanas de espera, os familiares de Estelle Hedaya, de 54 anos, tiveram a confirmação de sua morte. O irmão mais novo, Ikey Hedaya, forneceu amostras de DNA para que as autoridades fizessem a análise.

No total, foram contabilizadas 98 vítimas fatais no desastre. A maioria eram de pessoas de origem latina que viviam no edifício, como cubanos, colombianos e porto-riquenhos.

Veja também

  • Bombeiros encerram buscas em prédio que desabou na Flórida

    Internacional

    Bombeiros encerram buscas em prédio que desabou na Flórida

     


  • Mudanças climáticas podem afetar estruturas e derrubar prédios?

    Internacional

    Mudanças climáticas podem afetar estruturas e derrubar prédios?

     


  • Problemas estruturais podem ter causado desabamento em Miami

    Internacional

    Problemas estruturais podem ter causado desabamento em Miami

     

As buscas foram encerradas pelos bombeiros na última sexta-feira (23). As equipes de resgate trabalharam diversos dias sob o risco de um novo desabamento e enfrentando focos de incêndio entre os escombros.

As causas do desabamento ainda estão sendo investigadas. Dias após o ocorrido, foi revelado um relatório feito por um engenheiro contratado pelo condomínio que alertou sobre a necessidade de uma reforma já em 2018.

Segundo o documento, havia problemas estruturais no prédio, como rachaduras em vigas e em paredes na área do estacionamento próximo da piscina do prédio.

As famílias ainda discutem o que deve ser feito com o terreno onde aconteceu o desabamento. Algumas querem que seja construído um memorial, outras querem que um novo prédio seja construído no local e há ainda a possibilidade de vender o espaço pelo valor de mercado, cerca de 100 milhões de dólares, aproximadamente R$ 550 milhões.

Jornal Lagoa News
Rubens Britto

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.