Sobrevivente de câncer, idosa de 102 anos vence a Covid-19 duas vezes

Jornal Lagoa News

Fonte: Metrólopes

Angelina Friedman mora em uma casa de repouso e foi diagnosticada pela primeira vez em março. “DNA de super-humana”, diz a filha

angelina friedman
Apesar de a Covid-19 ser mais perigosa para idosos com mais de 75 anos, a americana Angelina Friedman, 102, venceu a doença pela segunda vez. Sobrevivente também da gripe espanhola e de um câncer, a mulher vive em uma casa de repouso, em Nova York, e foi diagnosticada, pela primeira vez, em março.
Em entrevista ao site WPIX, Joana Merola, filha da idosa, conta que o asilo teve mais um surto de coronavírus, e a mãe voltou a apresentar sintomas como febre e tosse. A infecção foi confirmada com um teste, e Angelina foi colocada em isolamento.
Duas semanas depois, ela passou por outro exame, dessa vez, negativo. “Ela tem uma vontade de ferro de viver e tem um DNA de super-humana. Pode não ser a pessoa mais velha a sobreviver à Covid-19, mas pode ser a mais velha a sobreviver duas vezes”, afirma Joana.
Jornal Lagoa News
Rubens Britto

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.