Rússia: centenas são presos durante julgamento de Navalny

russia:-centenas-sao-presos-durante-julgamento-de-navalny
Jornal Lagoa News

Mais de 230 pessoas foram presas durante protestos na Rússia

Mais de 230 pessoas foram presas durante protestos na Rússia  – Evgenia Novozhenina/Reuters – 2.2.2021

Centenas de manifestantes foram presos nesta terça-feira (2) enquanto estavam do lado de fora da corte onde Alexei Navalny, principal opositor de Vladimir Putin, está sendo julgado, em Moscou.

Segundo a Deustche Welles, a segurança do prédio estava reforçada e impedindo que os manifestantes e apoiadores de Navalny se aproximassem. Pela contagem do grupo de monitoramento russo OVD-Info, mais de 230 pessoas foram presas.

Navalny foi preso no dia 17 de janeiro quando voltou a Moscou. Ele passou meses na Alemanha se recuperando de um envenenamento por Novichok. Na época, ele passou mal em um voo na Rússia e foi levado inconsciente ao hospital. A família conseguiu que ele fosse tratado em outro país, onde foi confirmado o envenenamento. O Kremlin, porém, nega as alegações e acusações de que esteja por trás do caso.

A detenção do opositor de Putin já resultou em diversos protestos no país, com milhares de manifestantes presos. No final de semana, mais de 4 mil manifestantes foram detidos, incluindo a esposa do advogado e ativista, Yulia Navalnaya.

Navalny pode ser sentenciado a três anos e meio de prisão Navalny pode ser sentenciado a três anos e meio de prisão  –  Press service of Moscow City Court/Handout via REUTERS – 2.2.2021

Novo julgamento

 

O advogado está agora sendo julgado por violação da liberdade condicional em um caso de 2014 por lavagem de dinheiro. Ele alega que o caso teve motivação política e a condenação foi criticada pela comunidade internacional.

Caso ele seja condenado pela violação, ele pode ser sentenciado a três anos e meio de prisão. Ele já está cumprindo uma pena de 30 dias em uma prisão de Moscou.

Jornal Lagoa News
Paulo da Costa
Jornalista e escritor, repórter do Jornal Lagoa News.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.