Regulamento do concurso de bolsas para reportagens sobre quem financia atividades com graves impactos socioambientais

regulamento-do-concurso-de-bolsas-para-reportagens-sobre-quem-financia-atividades-com-graves-impactos-socioambientais
Jornal Lagoa News

Objetivos

A Repórter Brasil é uma organização da sociedade civil que tem como missão identificar e tornar públicas situações que ferem direitos trabalhistas e causam danos socioambientais no país visando à mobilização de lideranças sociais, políticas e econômicas para a construção de uma sociedade de respeito aos direitos humanos, mais justa, igualitária e democrática. 

A Repórter Brasil integra a coalizão internacional Florestas e Finanças, iniciativa que reúne organizações de campanha e pesquisa que buscam alcançar maior transparência no setor financeiro e em políticas, sistemas e regulamentações que, em última análise, evitem que as instituições financeiras apoiem os tipos de abusos ambientais e sociais que são bastante comuns nas operações de muitos clientes do setor de risco florestal.

A plataforma da coalizão Florestas e Finanças (forestsandfinance.org) oferece um banco de dados valioso para descobrir a ligação entre grandes bancos, investidores e empresas com risco de desmatamento e de outros impactos socioambientais, cujo uso é indispensável para a produção da reportagem. Ele fornece informações sobre os financiadores de mais de 300 empresas diretamente envolvidas nas cadeias de abastecimento de carne bovina, soja, óleo de palma, papel e celulose, borracha, madeira e da mineração industrial, cujas operações afetam as florestas tropicais naturais e terras indígenas no Sudeste Asiático, na África e no Brasil. A plataforma também apresenta estudos de caso que envolvem desmatamento e violações de direitos humanos vinculados a investimentos e financiamentos bancários.

Em 2021, a Repórter Brasil promoveu um concurso de bolsas de reportagens sobre quem financia o desmatamento, que resultou em duas matérias de grande repercussão e impactos concretos: BNDES financia frigoríficos que compram de fazendas desmatadas e usam mão de obra escrava e BNDES empresta R$ 29 mi para desmatadores da Amazônia financiarem tratores.

Com o objetivo de difundir o conhecimento dessa ferramenta, estimular a pesquisa no banco de dados e mostrar sua importância para a questão socioambiental, a Repórter Brasil está oferecendo duas bolsas para a realização de reportagens sobre quem financia atividades com graves impactos socioambientais. As bolsas são destinadas a jornalistas e estudantes de jornalismo em todo o país que se interessem pelo tema e queiram investigar o papel de bancos e investidores no financiamento de empresas que colaboram com o desmatamento e outras violações de direitos humanos e ambientais.

Inscrições

As pautas apresentadas por jornalistas ou estudantes de jornalismo são elegíveis a 2 (duas) bolsas de R$ 5.500,00 (cinco mil e quinhentos reais) para a produção de reportagem sobre quem financia atividades com graves impactos socioambientais, utilizando necessariamente o banco de dados da plataforma Florestas e Finanças.

Os interessados devem também participar da live sobre a plataforma Florestas e Finanças e de lançamento do concurso de bolsas para reportagens, que será realizada no Instagram da Repórter Brasil, no dia 19/04 (terça-feira), das 14h às 15h30.

Depois disso, as inscrições devem ser feitas até o dia 29/04, por meio de formulário online. Os responsáveis pela proposta receberão a confirmação da inscrição por e-mail. As propostas de reportagem inscritas podem ter um ou mais autores, devidamente identificados. 

Não há restrições sobre o formato: podem ser sugeridas reportagens em texto, vídeo ou outros. 

Como se inscrever

As pautas inscritas devem conter as seguintes informações, a serem preenchidas no formulário on-line:

               1. Informações de contato da pessoa proponente e de demais participantes (se houver);

                2. Minibio da pessoa proponente e de demais participantes (se houver), com experiência acadêmica e profissional, e links para reportagens anteriores;

                3. Uma referência profissional com telefone de contato;

                4. Proposta de pauta detalhada (título, contexto, abordagem, perguntas norteadoras, possíveis fontes);

                5. Cronograma e plano de trabalho detalhado.

Julgamento e critérios para seleção

A Comissão Julgadora será formada por três pessoas: 

– Marcel Gomes – secretário executivo da ONG Repórter Brasil 

– Merel van der Mark – coordenadora da coalizão Florestas e Finanças, representante da Rainforest Action Network 

– Fernanda Sucupira – coordenadora do concurso de bolsas para reportagens pela ONG Repórter Brasil

A seleção levará em conta os seguintes critérios:

– Alinhamento da pauta com a proposta da bolsa, incluindo a utilização do banco de dados da plataforma da coalizão internacional Florestas e Finanças;

– Consistência na pré-apuração;

– Originalidade e relevância jornalística da pauta;

– Afinidade dos proponentes com a pauta; 

– Recursos e métodos jornalísticos a serem utilizados;

– Pautas que utilizem os novos dados da plataforma sobre quem financia a mineração industrial serão priorizadas.

Premiação

Os vencedores serão anunciados no dia 13/05 no site da Repórter Brasil e comunicados por e-mail. Os selecionados receberão um termo de compromisso que deve ser assinado em duas vias e devolvido à Repórter Brasil. O termo de compromisso não constitui vínculo empregatício. 

Os vencedores receberão 50% do valor da bolsa como adiantamento, depois da assinatura do termo de compromisso, e 50% após a aprovação final da reportagem. O valor deve cobrir todos os custos da apuração e produção da reportagem.

O prazo será de até dois meses. No caso de o projeto não ser concluído no prazo, o vencedor deverá devolver integralmente o valor recebido.

Os premiados farão reuniões, remotas ou presenciais, de planejamento e acompanhamento das reportagens com a Repórter Brasil durante todo o processo de apuração e elaboração, em datas a serem combinadas. 

Desde que cumpram os critérios de qualidade da Repórter Brasil, as reportagens geradas pelas propostas vencedoras serão publicadas no site da organização e de seus republicadores. A Repórter Brasil se reserva o direito de editar o conteúdo final das reportagens, em contato com o/a(s) repórter(es). 

Os autores cederão à Repórter Brasil o direito sobre o conteúdo publicado, que pode ser reproduzido em outros produtos. As reportagens serão registradas com licença Creative Commons e, portanto, todas as reportagens poderão ser republicadas livremente por outros veículos sem ferir direitos autorais.

Cronograma

– 19/04 – Live de apresentação da plataforma Florestas e Finanças e de lançamento do concurso de bolsas para reportagens (das 14h às 15h30)

– 19/04 a 29/04 – Inscrição dos participantes por meio de formulário on-line e com envio de proposta de investigação (pauta)

– 30/04 a 12/05 – Seleção das duas pautas que serão contempladas pelas bolsas

– 13/05 – Divulgação das duas pautas vencedoras nas redes sociais da Repórter Brasil

– 16/05 a 16/07 – Apuração e produção das reportagens, com acompanhamento da equipe da Repórter Brasil

– 18/07 a 29/07 – Edição e publicação das reportagens

Em caso de dúvidas, escreva para bolsas@reporterbrasil.org.br

O post Regulamento do concurso de bolsas para reportagens sobre quem financia atividades com graves impactos socioambientais apareceu primeiro em Repórter Brasil.

Jornal Lagoa News
Paulo da Costa
Jornalista e escritor, repórter do Jornal Lagoa News.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.