Preso em flagrante acusado de ser autor de diversas queimadas

Coophavila II

Jornal Lagoa News

É praticamente inacreditável a onda de incêndios que tomou conta em todos os recantos do nosso país; pior que isso, vai além da imaginação que seres humanos possuem a capacidade de perpetrar verdadeiros atos de vandalismo incendiando matas, terrenos e locais que deveriam ser preservados principalmente pelos cidadãos.

Pois é, bem aqui, na região do Lagoa, exatamente no Bairro Coophavila II, um indivíduo é acusado  de se arvorar através de atos contínuos, realizando queimadas, crime gravíssimo contra o meio ambiente. Mas, como todo criminoso quase sempre não vai muito longe, um jardineiro, alguém que se dispõe a cuidar das plantas e enfeitar jardins, de repente, é preso e acusado de destruir a própria natureza que um dia se propôs a cuidar.

Depois de muitos dias, através de um intenso trabalho investigativo, uma operação minuciosa efetivada pela Polícia Civil logrou êxito em prender um homem de profissão jardineiro, de 45 anos, acusado de atear fogo na região do Coophavila II. Tão logo as investigações apontaram as autorias das queimadas, o autor foi preso em flagrante e encaminhado a DECAT (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Ambientais e de Atendimento ao Turista) para responder pelos crimes que é acusado.

O jardineiro realizava trabalho de poda de árvores; recolhia galhos, troncos e materiais que eram colhidos em limpezas de jardins e carregava para um determinado local na região do Bairro Coophavila II. De acordo com as investigações, quando o material estava seco o acusado ateava fogo. Esse ato gerou denúncias a Polícia Civil que deu início as investigações e culminou com a prisão em flagrante. O acusado responderá o processo em liberdade, pois foi liberado com o pagamento de fiança.

Jornal Lagoa News
Rubens Britto

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.