Presidente do Inep deve comparecer à Câmara hoje

presidente-do-inep-deve-comparecer-a-camara-hoje
Jornal Lagoa News
Danilo Dupas deve prestar esclarecimentos na Câmara

Danilo Dupas deve prestar esclarecimentos na Câmara
Divulgação

Danilo Dupas, presidente do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), foi convocado a comparecer à Comissão de Educação da Câmara dos Deputados nesta quarta-feira (10) para esclarecer os motivos da debandada de funcionários da autarquia às vésperas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).

O Inep é uma autarquia ligada ao MEC (Ministério da Educação) responsável, entre outras coisas, pela realização do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). A duas semanas das provas, marcadas para os dias 21 e 28 de novembro, ao menos 33 funcionários do Inep pediram demissão na última segunda-feira (8). Pelo menos 28 deles estão ligados diretamente à realização do exame.

Em carta, os servidores alegaram “fragilidade técnica e administrativa da atual gestão máxima do Inep” para a demissão. Também denunciaram que o atual presidente do Inep realiza o desmonte do órgão e ainda o acusaram de assédio moral.

Durante audiência na Comissão de Educação em junho, Danilo Dupas disse que o ministro da Educação, Milton Ribeiro, queria acesso prévio à prova do Enem para garantir que ela fosse técnica. Em julho, ao ser questionado pelo colegiado, Ribeiro negou a intenção de censurar o conteúdo das provas.

Na segunda-feira, Ribeiro usou as redes sociais para afirmar que o cronograma do Enem está mantido e as provas serão realizadas nos dias 21 e 28, mesmo com a demissão em massa no Inep.

A Assinep (Associação de Funcionários do Inep) só deve se pronunciar após os eclarecimentos de Dupas na Câmara.

Jornal Lagoa News

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.