Polícia prende um dos suspeitos de ataque ao jornal argentino Clarín

policia-prende-um-dos-suspeitos-de-ataque-ao-jornal-argentino-clarin
Jornal Lagoa News
Ataque contra o jornal aconteceu na última terça; oito suspeitos continuam foragidos

Ataque contra o jornal aconteceu na última terça; oito suspeitos continuam foragidos

Reprodução: Twitter

A polícia da Argentina conseguiu localizar e prender um dos nove suspeitos pelo ataque com coquetéis molotov à entrada principal do prédio do jornal Clarín, um dos principais do país, na noite de segunda-feira (22).

O homem, um uruguaio de 44 anos identificado como Martín Michell Gallarreta, deixou suas digitais em uma das bombas caseiras, o que facilitou o trabalho da perícia. Os outros oito criminosos seguem foragidos.

Segundo o Clarín, fontes policiais afirmaram que, antes da prisão, autoridades analisaram as publicações do uruguaio nas redes sociais e viram que o homem fazia duras críticas ao jornal, o que também ajudou a confirmar seu envolvimento no crime. Para a polícia, tudo aponta que a ação foi realizada por um grupo de anarquistas que já teria outros ataques registrados na ficha criminal.

O ataque ocorreu por volta das 23h e foi registrado pelas câmeras de segurança da rua. No vídeo, é possível ver que nove pessoas encapuzadas se reúnem do outro lado da rua e começam a arremessar bombas caseiras. Algumas delas explodiram na calçada em frente ao prédio do Clarín e provocaram um incêndio.

Ninguém ficou ferido e nenhum dano material foi registrado, embora manchas de combustível e vestígios de fogo tenham sido observados na frente do edifício. Às 23h15 (horário local), uma equipe de bombeiros chegou ao local, mas não interveio, pois as fontes de incêndio já haviam se extinguido.

Em nota, o jornal escreveu que “lamenta e condena este grave fato”, que descreveu como “expressão violenta de intolerância contra um meio de comunicação”. E completou: “Aguardamos o seu urgente esclarecimento e sanção”.

*Estagiária do R7 sob supervisão de Fábio Fleury

Jornal Lagoa News
Paulo da Costa
Jornalista e escritor, repórter do Jornal Lagoa News.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.