Outdoors em Nova York se tornam pontos de doação para a Ucrânia

outdoors-em-nova-york-se-tornam-pontos-de-doacao-para-a-ucrania
Jornal Lagoa News
A iniciativa é uma forma de ajudar as famílias ucranianas e criticar a invasão

A iniciativa é uma forma de ajudar as famílias ucranianas e criticar a invasão
Divulgação: Twitter/@mischief_usa

Ajudar os ucranianos é o desejo de muitas pessoas que estão com o coração partido pela situação que a população está vivendo no país durante a guerra com a Rússia.

A agência de publicidade Mischief @ No Fixed Address reformulou alguns outdoors para transformar em pontos de doação pelas ruas de Nova York. Não é necessário ter contato com nenhum funcionário, basta usar um cartão de crédito por aproximação para fazer contribuições de 2, 5 ou 10 dólares.

De acordo com a Time Out New York, as contribuições financeiras feitas pelas pessoas que passam pelo local  podem ser feitas por cartão de crédito e os fundos arrecadados são administrados pela Acnur (Alto-comissariado das Nações Unidas para os Refugiados).

Cartazes em Nova York que se transformaram em pontos de doação para a Ucrânia

Cartazes em Nova York que se transformaram em pontos de doação para a Ucrânia
Divulgação: Twitter/@mischief_usa

A organização está fornecendo apoio às vítimas da guerra, como aconselhamento jurídico, acompanhamento psicossocial, acesso a creches para as crianças, abrigos de emergência e ajuda de inverno para os refugiados.

Estimativas de agências da ONU estimam que 4,4 milhões de pessoas fugiram da Ucrânia desde o início da guerra, em 24 de fevereiro, e acredita-se que mais de 10 milhões de outras pessoas tenham sido deslocadas dentro do território ucraniano por causa do conflito.

*Estagiária do R7, sob supervisão de Pablo Marques

Jornal Lagoa News

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.