Milton Ribeiro defende volta às aulas: ‘Educação não pode parar’

milton-ribeiro-defende-volta-as-aulas:-‘educacao-nao-pode-parar’
Jornal Lagoa News

Ministro falou sobre a necessidade de retomada das aulas presenciais no Brasil Ministro falou sobre a necessidade de retomada das aulas presenciais no Brasil  – Isac Nóbrea/PR – 16.07.2020

O ministro da Educação, professor Milton Ribeiro, afirmou nesta segunda-feira (11) que o MEC (Ministério da Educação) e o governo federal não medirão esforços para garantir a segurança de alunos e professores na volta às aulas presenciais. O chefe do órgão publicou o comentário no Twitter ao compartilhar uma carta aberta da Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância) destinada às prefeitas e aos prefeitos eleitos dos municípios brasileiros.

“Não pouparemos esforços para garantir a segurança de estudantes e professores na volta às aulas. A educação não pode parar, e isso já é reconhecido por instituições internacionais como a Unicef. O ensino é um dever de todos e um compromisso do governo Jair Bolsonaro”, escreveu Ribeiro, por meio da rede social.

Na carta publicada pela Unicef, a entidade ressalta que o “fechamento da maioria das escolas e o isolamento social têm impactado profundamente a aprendizagem, a saúde mental e a proteção de crianças e adolescentes. Apesar dos esforços para organizar atividades remotas para continuidade das aprendizagens, milhões de crianças e adolescentes não foram alcançados e perderam o vínculo com a escola.”

Leia também: MEC volta atrás e revoga portaria das aulas presenciais

O órgão, que é vinculado à ONU (organização das Nações Unidas), recomenda, ainda, que “as escolas devem ser as últimas a fechar e as primeiras a reabrir em qualquer emergência ou crise humanitária. É fundamental empreender todos os esforços necessários para que as escolas de educação básica reabram no início deste ano escolar, em segurança. É um momento-chave que não podemos deixar passar.”

A forma de reabertura, no entanto, deve ser adaptada de acordo com as diferentes realidades locais —considerando taxa de contágio, números de casos e óbitos e, também, questões sociais, econômicas e culturais de determinadas regiões do País. “Pode incluir elementos de educação híbrida, uma mistura de educação presencial e a distância, rodízio de estudantes em grupos pequenos, etc. – como sugerido nos protocolos que estão à disposição”.

Veja também

  • Governo vai determinar que aulas nas universidades voltem em março

    Educação

    Governo vai determinar que aulas nas universidades voltem em março

     


  • MEC volta atrás e revoga portaria das aulas presenciais 

    Educação

    MEC volta atrás e revoga portaria das aulas presenciais

     


  • Contagem regressiva para os vestibulares, veja como se preparar

    Educação

    Contagem regressiva para os vestibulares, veja como se preparar

     

Jornal Lagoa News
Rubens Britto

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.