Jornalista bielorrusso exilado é detido em aeroporto de Minsk

jornalista-bielorrusso-exilado-e-detido-em-aeroporto-de-minsk
Jornal Lagoa News

Jornalista bielorrusso exilado é detido em aeroporto de MinskJornalista bielorrusso exilado é detido em aeroporto de Minsk – REUTERS/Stringer – 10.4.2017

Um opositor bielorrusso exilado, Roman Protasevich, foi detido no aeroporto de Minsk, onde o avião no qual viajava de Atenas a Vilna, a capital da Lituânia, fez um pouso de emergência devido a uma ameaça de bomba, afirmou o canal de televisão bielorrusso Nexta.

“O avião foi revisado, nenhuma bomba foi encontrada e todos os passageiros foram enviados a outro controle de segurança”, disse Nexta.

“Entre eles estava o jornalista do Nexta, Roman Protasevich. Foi detido”, acrescentou.

A detenção de Protasevich foi classificada como ato “abjeto” pro Gitanas Nauseda, presidente da Lituânia, para onde o opositor bielorrusso viajava.

Veja também

  • Lukashenko diz que 'nem morto' entregará o poder em Belarus

    Internacional

    Lukashenko diz que ‘nem morto’ entregará o poder em Belarus

     


  • O funcionário que virou as costas para Lukashenko em Belarus

    Internacional

    O funcionário que virou as costas para Lukashenko em Belarus

     


  • Lukashenko admite que se eternizou no poder, mas não vai sair

    Internacional

    Lukashenko admite que se eternizou no poder, mas não vai sair

     

“Feito inédito! Um passageiro civil de um avião que voava para Vilna foi obrigado a pousar em Minsk”, escreveu o presidente lituano no Twitter.

“O governo (bielorrusso) está por trás deste ato abjeto. Exijo a imediata libertação de Roman Protasevich”, acrescenta.

Em novembro as autoridades bielorrussas incluíram Protasevich na lista de “pessoas envolvidas em atividades terroristas”.

O chefe da diplomacia europeia, Josep Borrell, exigiu a libertação de todos os passageiros. “Responsabilizamos o governo de Belarus pela segurança de todos os passageiros e do avião”, tuitou, exigindo que “TODOS os passageiros” possam continuar sua viagem “imediatamente”.

“Precisamos de uma explicação imediata do governo de Belarus sobre o desvio de um voo da Ryanair (…) e a suposta detenção de um jornalista”, disse a diplomacia alemã.

O primeiro-ministro polonês, Mateusz Morawiecki, classificou o incidente como um “ato de terrorismo de Estado”.

Jornal Lagoa News
Rubens Britto

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.