IGREJA PERSEGUIDA – “Nossa nação está em apuros, precisamos da ajuda de Deus”, diz Franklin Graham

Evangelista convocou oração na capital dos Estados Unidos.

Jornal Lagoa News

O evangelista Franklin Graham está convocando milhares de famílias, pastores e igrejas para se juntarem em oração em Washington, capital dos Estados Unidos, no dia 26 de setembro. “Nossa nação está em apuros, precisamos da ajuda de Deus”, disse ao fazer o anúncio.

“Estou anunciando hoje que no dia 26 de setembro estarei na capital de nossa nação para orar – e espero que milhares de famílias, pastores e igrejas se juntem a mim! Nossa nação está em apuros e precisamos da ajuda de Deus”, escreveu no Twitter .

Em uma mensagem em vídeo, o líder evangélico afirmou que a “única esperança para este país é Deus”, conclamando os fiéis a se unirem em oração, já que os Estados Unidos vive uma crise causada pelo coronavírus, convulsões sociais e incertezas políticas.

A previsão é que os cristãos percorram um trajeto de quase 3 KM, partido do Lincoln Memorial ao edifício do Capitólio, orando pelo futuro da nação, já que muitos líderes cristãos passaram a alertar sobre a situação grave que vive os norte-americanos.

“A América está em apuros. Ele está em perigo. Mas temos esperança, e essa esperança está no Deus Todo-Poderoso. E precisamos orar agora mais do que nunca – mais do que já fizemos em nossas vidas. Nossas comunidades estão sofrendo. Nosso povo está dividido. E há medo e incerteza ao nosso redor ”, disse Graham.

Os Estados Unidos é o país com maior número de evangélicos no mundo, mas nas últimas semanas movimentos de esquerda estão promovendo ataques contra símbolos cristãos, incluindo a queima de bíblias. Isso tem causado grande preocupação entre os líderes evangélicos.

O evangelista Franklin Graham está convocando milhares de famílias, pastores e igrejas para se juntarem em oração em Washington, capital dos Estados Unidos, no dia 26 de setembro. “Nossa nação está em apuros, precisamos da ajuda de Deus”, disse ao fazer o anúncio.

“Estou anunciando hoje que no dia 26 de setembro estarei na capital de nossa nação para orar – e espero que milhares de famílias, pastores e igrejas se juntem a mim! Nossa nação está em apuros e precisamos da ajuda de Deus”, escreveu no Twitter .

Em uma mensagem em vídeo, o líder evangélico afirmou que a “única esperança para este país é Deus”, conclamando os fiéis a se unirem em oração, já que os Estados Unidos vive uma crise causada pelo coronavírus, convulsões sociais e incertezas políticas.

A previsão é que os cristãos percorram um trajeto de quase 3 KM, partido do Lincoln Memorial ao edifício do Capitólio, orando pelo futuro da nação, já que muitos líderes cristãos passaram a alertar sobre a situação grave que vive os norte-americanos.

“A América está em apuros. Ele está em perigo. Mas temos esperança, e essa esperança está no Deus Todo-Poderoso. E precisamos orar agora mais do que nunca – mais do que já fizemos em nossas vidas. Nossas comunidades estão sofrendo. Nosso povo está dividido. E há medo e incerteza ao nosso redor ”, disse Graham.

Os Estados Unidos é o país com maior número de evangélicos no mundo, mas nas últimas semanas movimentos de esquerda estão promovendo ataques contra símbolos cristãos, incluindo a queima de bíblias. Isso tem causado grande preocupação entre os líderes evangélicos.

Além disso, em alguns estados americanos as igrejas ainda não foram autorizadas a reabrirem, mesmo que atividades consideradas não essenciais já estejam sendo retomadas aos poucos. Muitos pastores acreditam que está havendo uma perseguição contra os religiosos e estão se negando a cumprir as imposições.

Jornal Lagoa News
Rubens Britto

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.