Governo da RDC manda população deixar cidade após erupção

governo-da-rdc-manda-populacao-deixar-cidade-apos-erupcao
Jornal Lagoa News

Nyiragongo entrou em erupção na noite de sábado  Nyiragongo entrou em erupção na noite de sábado – REUTERS/Djaffar Al Katanty

O governo ordenou na noite deste sábado (22) a saída de população da cidade de Goma, no leste da República Democrática do Congo, após a erupção do vulcão Nyiragongo, informou uma fonte oficial.

“Foi ativado o plano de esvaziamento da cidade”, anunciou no Twitter o ministro das Comunicações, Patrick Muyaya. “O governo estuda as medidas urgentes que deve tomar a partir de agora.”

A decisão foi anunciada após uma reunião de emergência do governo sobre a atividade vulcânica em Goma. O Nyiragongo entrou em erupção na noite de sábado e um rio de lava descia de sua cratera rumo ao leste, na direção da fronteira com Ruanda.

A atividade repentina assustou a população. Milhares de pessoas fugiram do posto fronteiriço para o sul da cidade, e outras para o oeste, rumo à região de Masisi. “Há muita gente na estrada, muitos carros”, descreveu um morador, que levava a família de carro para a localidade de Sake, pela estrada de Masisi. “Tem crianças, mulheres e idosos que vão caminhando, e com a chuva é complicado.”

A região de Goma, na província de Kivu do Norte, vizinha a Ruanda e Uganda, é uma área com seis vulcões, entre eles os vizinhos Nyiragongo e Nyamuragira.

Veja também

  • Vulcão entra em erupção no leste da República Democrática do Congo

    Internacional

    Vulcão entra em erupção no leste da República Democrática do Congo

     


  • Pizzas são preparadas sobre rochas de vulcão em erupção. Vai uma aí?

    Hora 7

    Pizzas são preparadas sobre rochas de vulcão em erupção. Vai uma aí?

     


  • Imagens espetaculares mostram tamanho da erupção do vulcão Etna

    Internacional

    Imagens espetaculares mostram tamanho da erupção do vulcão Etna

     

Jornal Lagoa News
Rubens Britto

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.