Governo Bolsonaro deixa Brasil de fora de reunião entre China e países da América Latina

Rubens Britto em TV 247 e Brasil 247

Jornal Lagoa News

A China apresentou nesta quinta-feira um plano de cooperação e recuperação da América Latina e Caribe depois da pandemia do coronavírus. O Brasil ficou fora da reunião.

247 – Em uma reunião virtual com ministros de Relações Exteriores de países latino-americanos e caribenhos na manhã desta quinta-feira (23), o chanceler chinês Wang Yi apresentou um projeto de recuperação para a região depois da pandemia do coronavírus, com apoio à produção de vacinas. O governo Bolsonaro não participou da reunião. Com sua posição de hostilidade à China, Bolsonaro deixará o Brasil fora do projeto de recuperação.

A videoconferência foi presidida conjuntamente pelos ministros das Relações Exteriores da China e do México e incluiu a participação de Cuba, Argentina, Barbados, Chile, Colômbia, Costa Rica, Dominica, Panamá, Peru, Trinidad e Tobago, Uruguai e Equador.

Wang Yi reiterou a disposição da China de apoiar a pesquisa de vacinas na região com equipes médicas, conceder empréstimos especiais para obras de infraestrutura de saúde pública e fundos para a execução de programas da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação.

O chanceler chinês propôs manter o comércio e os investimentos de maneira flexível, a exportação de produtos da América Latina e do Caribe que atendam aos altos padrões de qualidade e quarentena do país asiático, promover vôos comerciais e abrir canais de acesso rápido para a transferência de funcionários das empresas.

O progresso na construção da iniciativa Um cinturão, uma rota, especialmente em setores como agricultura, energia, saúde pública e economia digital também esteve entre as propostas do chanceler chinês.

Wang Yi assegurou que seu país está pronto para fortalecer o diálogo e a comunicação no contexto do Fórum China-Celac (Comunidade dos Estados da América Latina e do Caribe), do Mercado Comum do Sul e da Aliança do Pacífico.

Entre outras questões, ele pediu posições de coordenação na arena internacional a favor do multilateralismo e da economia aberta, contra o avanço do unilateralismo, do protecionismo e do assédio.

De acordo com uma nota oficial, a reunião foi concluída com a adoção de uma declaração conjunta sobre a resposta à pandemia de Covid-19, informa a Prensa Latina.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Jornal Lagoa News
Rubens Britto

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.