França condecora cidadãos envolvidos na luta contra covid-19

franca-condecora-cidadaos-envolvidos-na-luta-contra-covid-19
Jornal Lagoa News
Condecorações foram pedido de Macron

Condecorações foram pedido de Macron

Olivier Hoslet/Reuters – 11.12.2020

A França condecorou nesta sexta-feira com a Legião de Honra e a Ordem Nacional do Mérito, as mais altas distinções francesas, aos cidadãos empenhados na luta contra a covid-19, a pedido do presidente, Emmanuel Macron.

A Grande Chancelaria da Legião de Honra detalhou neste 1º de janeiro em comunicado que das 3.884 pessoas homenageadas hoje, 63% foram condecoradas por seu compromisso na luta contra o vírus.

Além disso, a instituição vai reativar a Medalha de Compromisso contra as epidemias, criada em 1885, para completar a lista de atributos nacionais.

Especificamente, 1.229 receberam a Legião de Honra, quarenta deles postumamente “falecidos no cumprimento do dever”, após terem perdido a vida em decorrência do vírus.

Entre os premiados por seus trabalhos contra o vírus estão membros do pessoal de saúde “de todos os níveis hierárquicos”, médicos, cientistas, empresários que modificaram a atividade de sua empresa para contribuir com a produção de material médico ou pessoas que incitaram a arrecadação de fundos, entre outros.

“Alguns vencedores das novas promoções são conhecidos do grande público, mas a maioria trabalha nas sombras”, afirma a instituição em nota.

Também detalha que 18 exceções foram feitas para conceder a medalha a pessoas que, por não terem trabalhado os 20 anos necessários para obter a Legião, inicialmente não atenderam aos requisitos, mas foram concedidas por “serviços excepcionais”.

Fundada por Napoleão Bonaparte em 1802, a Legião de Honra é a mais alta distinção nacional e tem 92 mil membros, enquanto a Ordem do Mérito Nacional, a segunda em importância, compreende 185 mil membros, reconhecidos por seus trabalhos em funções públicas e civis, militar ou privado.

Jornal Lagoa News
Rubens Britto

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.