Falta de água e racionamento na Região do Caiobá

A Concessionária Águas Guariroba não deu qualquer resposta...

Jornal Lagoa News

Nos três últimos dias (14, 15, 16), os moradores da região do Caiobá sofreram as agruras da falta de água. Aliás, deve-se registrar que em outros diversos dias anteriores a mesma ação de racionamento e falta do líquido precioso avolumou-se nos bairros: Caiobá 1, Caiobá 2, Celina Jalad, Vila Fernanda, Rancho Alegre e outros. Inclusive, pelas reclamações dos moradores nos grupos de Whatsapp da região está evidente que a situação ainda não foi solucionada integralmente.

A reportagem do Jornal Lagoa News visitou os bairros da região do Caiobá que padeceram por causa do racionamento e falta de água e encontrou lares em situação de penúria. A Sra. Márcia da Costa (43), residente na Rua Janaina Chacha Melo no bairro Celina Jalad, declarou com lágrimas: “Dói meu coração ver meus filhos chorando, com sede; não tem uma gota de água na torneira para fazer a mamadeira do meu filhinho de oito meses que está chorando…”.

Na mesma rua, o Sr. Paulo de Assis (37), vendedor, desabafou: “Segundo meu conhecimento, a Águas Guariroba desta vez não fez um comunicado à nossa região para que a gente pudesse se precaver (sic), isso é um desrespeito para com os seres humanos porque a falta de água trás consequências drásticas e pode causar até mesmo a morte, ainda mais de crianças…”.

Outra senhora, no grupo de Whatsapp da Vila Fernanda, declarou: “Gente pelo amor (de Deus) cadê essa água que não chega, minha irmã ligou (na Águas Guariroba) e diz que não tem previsão.”

Resumindo, o Jornal Lagoa News, como meio de comunicação interativa, através de um jornalismo imparcial, busca soluções nas comunidades e sem passar a mão na cabeça de quem quer que seja têm procurado amenizar a dor dos moradores concernente às suas necessidades mais prementes.

A reportagem do Lagoa News fez alguns contatos com administradores da Concessionária Águas Guariroba buscando resposta diante do caos e procurando solução urgentíssima cabível nesses casos. Houve contato via e-mail e, inclusive por áudio que recebeu o protocolo nº 202074935336; porém, até o fechamento desta edição não houve qualquer resposta ou pronunciamento.

Em plena tarde de segunda-feira (17), quando o sol já está declinando no ocaso, a situação ainda está caótica e há moradores sofrendo por falta de água, como por exemplo a Sra. Dayane Feitosa (33) que reside na Rua Libânio Figueiró, divisa entre o bairro Caiobá 2 e bairro Riviera Park. “É revoltante porque o único dia que estamos em casa para poder lavar roupa, limpar a casa; e o que acontece? Não tem água. Essa palhaçada já tem uns seis meses. Não consigo nem receber amigos ou família em casa porque nunca tem água nos finais de semana”, desabafa Dayane no grupo de whatsapp do bairro Riviera Park.

A reportagem do Lagoa News aguarda um pronunciamento ou solução urgentíssima por parte da Concessionária Águas Guariroba para esclarecer os moradores da região afetada com a escassez, racionamento e falta de água.

Jornal Lagoa News
Rubens Britto

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.