EUA planejam distribuir vacina da Johnson na próxima semana

eua-planejam-distribuir-vacina-da-johnson-na-proxima-semana
Jornal Lagoa News
Vacina da Johnson & Johnson será distribuída nos EUA em poucos dias

O governo dos Estados Unidos planeja distribuir de 3 a 4 milhões de doses da vacina contra o novo coronavírus da Johnson & Johnson em poucos dias, se o agente imunizante receber o sinal verde das autoridades do país.

Leia também: O que se sabe sobre a vacina da Johnson, de dose única

“Se for emitida uma autorização para uso de emergência, faremos a distribuição de entre 3 a 4 milhões de doses na próxima semana”, afirmou o coordenador para a pandemia da Covid-19 da Casa Branca, Jeff Zients, em entrevista coletiva.

O representante do governo ainda revelou que a multinacional pretende entregar cerca de 20 milhões de doses da vacina até o fim de março deste ano.

Processo de autorização

 

A Johnson & Johnson já solicitou autorização para o uso emergencial da vacina à agência americana reguladora de alimentos e medicamentos (FDA), que avaliará o pedido nesta sexta-feira.

Previamente, hoje, o órgão confirmou os dados de eficácia e segurança da vacina, que requer apenas a aplicação de uma dose.

Veja também

  • Johnson & Johnson pede que vacina contra covid entre em lista da OMS

    Coronavírus

    Johnson & Johnson pede que vacina contra covid entre em lista da OMS

     


  • Johnson & Johnson pede registro de uso de vacina na agência europeia

    Internacional

    Johnson & Johnson pede registro de uso de vacina na agência europeia

     


  • Johnson pede autorização de uso emergencial de sua vacina nos EUA

    Internacional

    Johnson pede autorização de uso emergencial de sua vacina nos EUA

     

Até hoje, o FDA concedeu autorização para o uso emergencial das vacinas contra o coronavírus das companhias Pfizer e Moderna, ambas que necessitam de duas doses para a total imunização.

No início deste mês, a J&J disse que os dados dos testes clínicos indicam que sua vacina contra Covid-19 é 66% eficaz na imunização contra a doença; 72% em exames realizados nos Estados Unidos; 66% na América Latina e 64% na África do Sul, onde uma variante mais resistente se espalhou.

Os testes demonstraram que a vacina previne 86% dos casos graves nos Estados Unidos e 82% na América Latina, o que na prática significaria que é altamente eficaz na prevenção de hospitalizações e mortes pelo coronavírus SARS-CoV-2.

Jornal Lagoa News
Rubens Britto

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.