Dois morrem em resgate de 81 migrantes nas Ilhas Canárias

dois-morrem-em-resgate-de-81-migrantes-nas-ilhas-canarias
Jornal Lagoa News
Quatro crianças seguem desaparecidas no mar

Quatro crianças seguem desaparecidas no mar
Gonzalo Fuentes/Reuters – 24/11/2-2021

Dois migrantes morreram e quatro foram declarados desaparecidos neste sábado (27) na costa das Ilhas Canárias, na Espanha, depois que equipes de resgate espanholas ajudaram um barco em seu retorno de outra operação de resgate, informou a guarda costeira.

Um porta-voz do salvamento marítimo informou que na noite de sexta-feira (26) foi avisado que um navio estava em perigo a cerca de 150 milhas náuticas a sul de Gran Canaria. O navio “Guardamar Poliminia” resgatou 46 pessoas da África Subsaariana, todos homens.

“Quando voltava para Arguineguín [município costeiro de Gran Canaria], [o barco de resgate] encontrou outro e quando ia em direção a ele o barco capotou e havia gente na água”, explicou o porta-voz à AFP .

O navio de resgate conseguiu resgatar mais 35 pessoas, originalmente do Norte da África, mas também encontrou o corpo de uma pessoa, enquanto um helicóptero resgatou outra, disse o porta-voz.

“E pelos depoimentos dos resgatados, aparentemente há mais 4 meninos. Uma busca foi feita, mas nada mais foi encontrado”, acrescentou.

Mais de 18 mil pessoas chegaram à costa das Ilhas Canárias

undefined

“Acordamos com a notícia de seis mortos no Atlântico. Descanse em paz”, tuitou Helena Maleno, fundadora do Caminando Fronteras, ONG que alerta os serviços de resgate de que há 1navios em perigo no mar.

Em meados de novembro, 18.021 pessoas chegaram à costa das Ilhas Canárias, 10% a mais que no mesmo período do ano passado.

Segundo estimativas do final de setembro da Organização Internacional para as Migrações (OIM), até o final de outubro cerca de 900 pessoas morreram na rota de migração para a Espanha, um recorde.

 

 

 

Veja também: Dezenas de migrantes são resgatados na Espanha

 

 

 

 

Jornal Lagoa News
Rubens Britto

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.