Defesa de ex-esposa de Giba aguarda por cumprimento do mandato de prisão por dívida de pensão

Jornal Lagoa News
Lance

Lance
Lance

O ex-atleta Giba, um dos maiores ídolos do vôlei brasileiro, teve sua prisão decretada por uma dívida de cerca de R$ 300 mil por pensão alimentícia pelos seus dois filhos com sua ex-esposa Cristina Pirv. Agora, a defesa do caso aguarda o cumprimento da prisão, que pode não acontecer agora.

Em recesso até o dia 20 de janeiro, a execução do mandato de prisão não tem prazo para acontecer por conta da “folga” do Poder Judiciário brasileiro. Ao “ge”, o advogado Rodrigo Reis Silva, que representa Cristina, explicou os valores da dívida e afirmou que espera que Giba cumpra com seus compromissos antes da execução da ordem.

– Esses R$ 300 mil são de valores não pagos, somados com juros, multas e honorário. Fica na dependência do Judiciário. Estamos em recesso, vamos aguardar essa definição. Vamos buscar o plantão, para que se cumpra o que foi determinado pela Justiça. Esperamos que não chegue a isso. Que ele (Giba) honre os compromissos e evite qualquer prisão – afirmou.

Confira a tabela do Campeonato Brasileiro

O advogado de Giba, no entanto, nega qualquer tipo de dívida. José Silvério Santa Maria afirmou que o ex-atleta, aposentado desde 2014, “paga o que pode” e que aguarda pela medida revisional para rever os valores acordados na justiça para a pensão alimentícia de seus dois filhos.

– Não há nenhum tipo de atrasado. Ele paga em torno de R$ 6,5 mil todo mês. A gente esperava que a decisão da ação revisional fosse antes dessa decisão prisional. Só falta a Justiça julgar se acata ou não o parecer do Ministério Público, se acha que é improcedente… Mas teria que jugar. O Giba paga o que pode. É preciso que tenha uma igualdade na contribuição dos pais – explicou.

Jornal Lagoa News
Paulo da Costa
Jornalista e escritor, repórter do Jornal Lagoa News.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.