Covid-19: Áustria aplicará multa de mais de R$ 25 mil a não vacinados

covid-19:-austria-aplicara-multa-de-mais-de-r$-25-mil-a-nao-vacinados
Jornal Lagoa News
Manifestantes protestaram no último sábado (20) contra novas medidas do governo austríaco

Manifestantes protestaram no último sábado (20) contra novas medidas do governo austríaco
Joe Klamar/AFP – 20.11.2021

O governo da Áustria anunciou que pessoas que escolherem não ser vacinadas contra a Covid-19 podem pagar até 4.000 euros (o equivalente a R$ 25,1 mil) de multa. A medida poderá entrar em vigor a partir de fevereiro do ano que vem, dando aos cidadãos do país mais de dois meses para se imunizarem.

De acordo com a Bloomberg, a ministra da Constituição, Karoline Edtstadler, afirmou que aqueles que atrasarem ou se recusarem a tomar as doses de reforço também poderão ser multados a partir de 1.500 euros (R$ 9,4 mil).

Nesta segunda-feira (22), a Áustria iniciou o quarto lockdown em uma tentativa de conter o aumento do número de casos no país. Cerca de 66% da população se vacinou contra a Covid-19, ficando atrás de países como Alemanha, Dinamarca, França e Itália.

A medida do governo austríaco não foi bem recebida por parte da população, que se reuniu nas ruas no último sábado (20) para protestar. Cerca de 40 mil pessoas compareceram à manifestação, que terminou com seis pessoas presas pelas forças de segurança locais.

Segundo a Reuters, restaurantes, cafés, bares, teatros, comércios não-essenciais e cabeleireiros não poderão abrir as portas pelos próximos dez dias. A medida pode se estender por até 20 dias, afirmou o governo.

“É uma situação na qual temos que reagir agora”, disse o ministro da Saúde, Wolfgang Mueckstein, à ORF TV na noite de domingo. “Um lockdown, um método relativamente duro, uma marreta, é a única opção para diminuir os números [de infecções] aqui.”

 

Jornal Lagoa News
Paulo da Costa
Jornalista e escritor, repórter do Jornal Lagoa News.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.