CORONAVÍRUS: Brasil registra mais de 10 mil pessoas infectadas pela doença

Repórter Janary Bastos Damacena

Jornal Lagoa News

Segundo Ministério da Saúde, número de mortes chegou a 432, neste sábado (4). A previsão é de que, a partir de agora, alguns estados do país vão começar a ter um grande aumento no número de casos.

Neste sábado (04), o Ministério da Saúde atualizou o número de casos a respeito do Coronavírus (COVID-19) no Brasil. A quantidade de casos confirmados subiu para 10.278 e o número de mortes chegou a 432. A partir de agora, alguns estados do país vão começar a ter um grande aumento no número de casos, como explica o secretário Executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo.

“Nós não somos capazes de prever em que quantidade que ele vai chegar ou quantos casos nós vamos ter. Isso é o que significa esse termo ‘aceleração descontrolada’. Nenhum dos estados está nessa situação. O que o boletim fala é que alguns estados estão em uma transição da transmissão comunitária para essa espiral, como o ministro chama, e que no Boletim ficou descrito como uma transmissão descontrolada”.

ALMS 23/03 A 21/04

Apesar do termo técnico, essa chamada “transmissão descontrolada” já era prevista pelo Governo Federal e, por isso, o Ministério da Saúde antecipou os cuidados, como afirma João Gabbardo.

“Para isso a gente está já há 60 dias se preparando com aquisição de equipamentos de proteção individual, com a criação de novos leitos, a instalação de leitos de UTI, com o remanejamento do uso de leitos de UTI reduzindo cirurgias eletivas, criando critérios para entrada e para saída de leitos de UTI de maneira que nós tenhamos uma disponibilidade maior de leitos”.

Os dados oficiais do Ministério da Saúde são feitos com base nos números registrados pelos estados e enviados para o órgão federal. Todo o país registra casos confirmados de coronavírus e, até agora, apenas os estados do Acre e Tocantins não têm mortes decorrentes da doença.

PMCG CORONA 22/03 A 21/04

Jornal Lagoa News
Rubens Britto

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.