Com oposição ocupando as ruas, Bolsonaro pede aos bolsonaristas que fiquem em casa no próximo domingo

Brasil 247

Jornal Lagoa News

247 – Percebendo uma resistência cada vez maior aos estímulos de práticas antidemocráticas, Jair Bolsonaro pediu para que manifestantes não saiam às ruas no próximo domingo (8), quando são esperados novos protestos contra o governo.

“Eu acho que, já que eles marcaram para domingo, deixa eles domingo lá”, disse ele, na manhã desta segunda-feira (1), em Brasília (DF), segundo transmissão no Facebook.

O final de semana foi marcado por manifestações de torcidas organizadas, inclusive rivais, mas que foram à Avenida Paulista pedir democracia.

Além da crise econômica e da pandemia do coronavírus, 2020 tem sido marcado por manifestações que pedem o fechamento do Congresso Nacional e do Supremo Tribunal Federal.

Neste final de semana, Bolsonaro voltou a comparecer em um ato na capital federal que tinha faixas com dizeres contra o STF. Na última quarta-feira (27), a Polícia Federal cumpriu mandados de busca e apreensão contra políticos e empresários bolsonaristas, além do blogueiro Allan dos Santos, no inquérito que investiga a disseminação de fake news.

Após a ação da PF, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) ameaçou um golpe. “Quando chegar a um ponto que o presidente não tiver mais saída e for necessário uma medida enérgica, ele que será taxado como ditador”, afirmou em seu Twitter.

O fato é que crimes de responsabilidade, como tentativa de interferência na Polícia Federal, conforme denunciou o ex-ministro Sérgio Moro, e violações de recomendações de autoridades na pandemia da Covid-19, o que atenta contra a saúde pública, tem diminuído a popularidade de Bolsonaro.

De acordo com pesquisa Datafolha, divulgada na semana passada, 43% dos brasileiros consideram o governo ruim ou péssimo, um recorde negativo da sua gestão.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Jornal Lagoa News
Rubens Britto

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.