Colômbia aprova uso emergencial de vacina da Pfizer contra covid-19

colombia-aprova-uso-emergencial-de-vacina-da-pfizer-contra-covid-19
Jornal Lagoa News
Ivan Duque, presidente da Colômbia

Ivan Duque, presidente da Colômbia
Presidência da Colômbia via EFE / 24.6.2020

O Instituto Nacional de Vigilância de Alimentos e Medicamentos (Invima), órgão que regulamenta o setor na Colômbia, autorizou o uso emergencial da vacina Pfizer/BioNTech contra a covid-19, da qual o governo já adquiriu 10 milhões de doses informou o presidente Iván Duque.

“Hoje, mais um passo muito relevante foi dado para avançar o programa de vacinação contra covid-19. Hoje o Invima já deu autorização para o uso da vacina Pfizer na Colômbia”, disse Duque durante o programa diário de televisão “Prevenção e ação”, em que fala sobre as medidas que o seu Governo está a tomar para fazer face à pandemia.

O presidente acrescentou que esse processo foi realizado “em tempo recorde”, pois “em um período muito curto, mais de 22 mil páginas foram analisadas pela equipe técnica” após a solicitação da farmacêutica para o uso emergencial de sua vacina.

“Este é um passo muito importante e por isso continuaremos avançando com a AstraZeneca, também com a Jansen e com todas as facilidades dentro da estratégia da Covax”, acrescentou Duque.

Em 30 de dezembro, o presidente informou que o governo fechou acordo com a farmacêutica Janssen, subsidiária da Johnson & Johnson, para a compra de nove milhões de vacinas contra o covid-19.

Doze dias antes, ele havia anunciado o fechamento de uma negociação para adquirir 10 milhões de doses de vacinas da Pfizer e 10 milhões da AstraZeneca, além de um acordo por meio da plataforma Covax para adquirir mais 20 milhões de doses.

Desta forma, a Colômbia conta com 49 milhões de vacinas seguradas para o Plano Nacional de Vacinação contra o coronavírus que começará em fevereiro próximo.

Segundo o ministro da Saúde, Fernando Ruiz, para alcançar a “imunidade de rebanho” é preciso vacinar 70% dos cerca de 49 milhões de colombianos, ou seja, cerca de 35,7 milhões de pessoas.

A Colômbia superou 1,7 milhão de infecções por coronavírus nesta terça-feira, com um registro de 16.835 novos casos, um número que ultrapassou as 16.314 infecções em 31 de dezembro.

De acordo com o Ministério da Saúde, 1.702.966 pessoas contraíram covid-19 no país e neste momento existem 95.015 casos ativos, correspondendo a 5,55%, enquanto 1.559.010 aparecem como recuperados, ou seja, 91, 54%. A Colômbia registra 44.426 mortes por covid-19.

Jornal Lagoa News
Rubens Britto

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.