Cinco meses antes da Olímpiada, Japão aprova primeira vacina

cinco-meses-antes-da-olimpiada,-japao-aprova-primeira-vacina
Jornal Lagoa News

Abertura da Olimpíada de Tóquio está prevista para 23 de julhoAbertura da Olimpíada de Tóquio está prevista para 23 de julho  –  Lance! Galerias

A cinco meses da Olímpiada de Tóquio, o Japão aprovou sua primeira vacina contra a covid-19. Trata-se da vacina da Pfizer. A vacinação vai começar na quarta-feira (17) com a meta de imunizar a maior parte da população até julho. A abertura dos Jogos Olímpicos está prevista para 23 de julho.

O Ministério da Saúde, Trabalho e Previdência informou neste domingo (14) o procedimento formal depois que uma comissão do governo, na última sexta-feira (12), havia se pronunciado a favor da aprovação da vacina.

Veja também

  • França se cansou das ausências. Das farras de Neymar

    Cosme Rímoli

    França se cansou das ausências. Das farras de Neymar

     


  • Presidente do Comitê de Tóquio 2020 renuncia após falas machistas

    Esportes Olímpicos

    Presidente do Comitê de Tóquio 2020 renuncia após falas machistas

     


  • Terremoto de magnitude 7.1 atinge costa de Fukushima, no Japão

    Internacional

    Terremoto de magnitude 7.1 atinge costa de Fukushima, no Japão

     

O Japão recebeu a primeira remessa de 400 mil doses da vacina da Pfizer na sexta-feira (12). O primeiro a receber a vacina serão 20 mil médicos e enfermeiras que se ofereceram para avaliar os possíveis efeitos das duas doses que são necessárias.

Em seguida, no mês de março, cerca de 3,7 milhões de profissionais da saúde e aproximadamente 36 milhões de pessoas com mais de 65 anos serão vacinadas.

Embora o Japão tenha sido atingido pela terceira onda da covid-19 neste inverno (no hemisfério Norte) e atualmente mantenha o alerta de saúde ativado, o país registrou muito menos infecções em comparação com outras grandes economias.

Jornal Lagoa News

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.