Chuvas no MS e muita lama na Região do Caiobá

Reportagem de Paulo Costa

Jornal Lagoa News

Praticamente todas as regiões sul-mato-grossenses estão recebendo boas etapas de chuvas com precipitações pluviométricas benéficas. Entretanto, há localidades que se encontram prejudicadas por erosões pluviais tanto em cidades quanto em propriedades rurais. Além disso, populações de cidades do interior e bairros da capital do estado estão padecendo as agruras das enxurradas e do lamaçal que invade ruas e imóveis particulares, cujos proprietários pagam o famoso Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU). É o caso da conhecida Região do Caiobá que integra pelo menos 11 bairros em Campo Grande.

Na região mencionada, os moradores do bairro Riviera Parque clamam por socorro e assistência da gestão pública, pois se trata de um loteamento que surgiu sem a devida pavimentação asfáltica e até a presente data se quer possui um cascalhamento correto que na estiagem dê condições aceitáveis de trafegabilidade dos veículos e, na época da chuva, impede literalmente, o tráfego dos moradores que se veem encurralados com o lamaçal provocado pelas enxurradas. Conforme explicação plausível do presidente da Associação dos Moradores do Caiobá II, Sr. Wesley Neres, têm existido a continuidade do erro técnico quanto ao material utilizado nas operações de patrolamento e cascalhamento nas alamedas do loteamento no bairro Riviera Park.  “Esse patrolamento feito deveria ter sido usado cascalho igual ao usado na linha de ônibus, o que usaram foi arenito duro ao invés de pó de pedra” (Publicado em 03/01/2020 no grupo do WhatsApp denominado “Riviera Park Melhorias”. Trata-se de um líder comunitário experiente que está aconselhando os moradores a buscarem a ação correta do poder publico, vez que este não têm correspondido a contento com ações técnicas que possam minorar a situação vexatória dos moradores.

No Portal Caiobá, a situação não é diferente ainda mais considerando o fato histórico de um bairro que completou 40 anos de sua fundação, o primeiro bairro que nasceu na região do Caiobá, considerado a “porta de entrada” para os bairros adjacentes.

O ápice do problema é a Rua Ilha de Marajó que, por incrível que possa parecer, é a rua historicamente principal do Portal Caiobá que foi desbravada há mais de 40 anos pelos primeiros moradores, ou seja, foi à primeira rua que surgiu no despontar da formação de toda a região do Caiobá, mas que até o dia de hoje, ainda não obteve a devida pavimentação asfáltica e trás sofrimento aos moradores; a poeira sem medida na estiagem e a lama intensa na época da chuva como se vê nos dias de hoje.

Tudo está a indicar que não somente a Rua Ilha de Marajó quanto a Rua Pará e Av. Nova América receberão pavimentação asfáltica no corrente ano, levando em conta que uma equipe de líderes do Portal Caiobá formada pelo teólogo e empresário Rubens Britto, ambientalista Abadio Furtado de Souza e assessora parlamentar Elizabeth Silva de Araújo, a “Beth do Caiobá”, mediante projetos de suas autorias e reivindicações realizadas pelos mesmos junto aos gabinetes dos vereadores: Eduardo Romero, Chiquinho Teles, Betinho, Ademir Santana  e Cazuza, eis que, através do apoio destes parlamentares, conseguiram o êxito da inclusão das pavimentações asfálticas da Rua Ilha de Marajó, Rua Pará e Av. Nova América no orçamento do município para o exercício atual, através da LOA/2020 (Lei Orçamentária Anual) aprovada em duas sessões extras na Câmara Municipal, em 17/12/2019. Agora é só ficar atento e aguardar a execução das obras.

Jornal Lagoa News
Rubens Britto

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.