China considera misturar vacinas contra covid para ampliar eficácia

china-considera-misturar-vacinas-contra-covid-para-ampliar-eficacia
Jornal Lagoa News

A China já imunizou cerca de 160 milhões de pessoas contra a covid-19 A China já imunizou cerca de 160 milhões de pessoas contra a covid-19  – Stringer / AFP – 10.4.2021

A China estuda a possibilidade de misturar vacinas contra a covid-19 para aumentar a eficácia relativamente baixa dos imunizantes desenvolvidos pelo país, informou o diretor do Centro para o Controle e Prevenção de Enfermidades, Gao Fu, durante conferência em Chengdu no sábado (11).

Leia também: China quer trabalhar com o Brasil para promover parceria estratégica

“As autoridades têm que pensar em formas de resolver o problema dos níveis de eficácia das vacinas, que não são altos”, assinalou o veículo digital chinês “The Paper”, citando o diretor. Essa é a primeira vez que um especialista chinês reconhecido menciona publicamente a eficácia relativamente baixa das vacinas produzidas por seu país, enquanto Pequim dá continuidade à sua campanha de vacinação e exporta doses para todo o mundo.

A China já aplicou 161 milhões de doses desde que começou a vacinar sua população, no ano passado, e deseja que 40% do seu 1,4 bilhão de habitantes estejam imunizados até junho. Muitos deles, no entanto, parecem não ter pressa, uma vez que a vida está praticamente normal no país e os surtos internos foram controlados.

Em conferência realizada ontem na cidade chinesa de Chengdu, Gao apontou que uma solução para o problema da eficácia é alternar o uso de doses de vacinas elaboradas com diferentes tecnologias. Essa opção também é analisada por especialistas sanitários de outros países.

A China conta com quatro vacinas aprovadas condicionalmente, cujos níveis de eficácia publicados são inferiores aos dos produtos Pfizer-BioNTech e Moderna, que alcançam 95% e 94%, respectivamente. A chinesa Sinovac afirma que os testes feitos no Brasil mostram cerca de 50% de eficácia em evitar prevenir a infecção e 80% em evitar os casos que precisam de intervenção médica.

As vacinas Sinopharm têm eficácia de 79,34% e 72,51%, respectivamente, e a CanSino, de 65,28% após 28 dias.

Jornal Lagoa News
Rubens Britto

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.