Bolsonarismo. Um permanente e crescente atentado à Constituição.

*Álvaro Augusto Ribeiro Costa

Jornal Lagoa News

Uma comissão de frente ministerial-militar e empresarial bolsonarista, sob a condução de seu descontrolado líder, tal qual um cavalo de Tróia infectado ingressou ameaçadora e maliciosamente no mais elevado templo de defesa da Constituição.

O país e o mundo presenciaram, ao mesmo tempo, uma agressão ao Estado Democrático de Direito e uma tentativa de impor ao Supremo Tribunal Federal o rompimento das frágeis defesas da saúde pública ora sob estado de terrível calamidade.

Enquanto isso, o Congresso Nacional se omite e a própria Suprema Corte, de tanto se apequenar, recepciona os invasores e aguarda impotente a anunciada marcha dos trezentos caminhões  da horda bolsonarista; e bem perto e à vista de todos, uma patética milícia acampa em barracas de falsos escoteiros e se exercita aos gritos, proferindo ameaças e convocando outros milicianos para a tomada final do que ainda deveria ser a Praça dos Três Poderes.

A Nação inteira, com os movimentos limitados pelo estado de necessidade sanitária, observa indignada a omissão, a conivência, e a co-autoria das instituições.

Até quando a cidadania, até agora indefesa, suportará o vertiginoso asfixiamento das liberdades públicas e de suas vias respiratórias?

É preciso gritar com todas as vozes e pulmões e agir, eficazmente, enquanto ainda houver tempo e oxigênio: Basta! É preciso conter e desinfectar o bolsovírus!

*Álvaro Augusto Ribeiro Costa, ex-AGU do Lula e hoje Subprocurador-geral da República aposentado.

Jornal Lagoa News
Rubens Britto

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.