Biden revoga ordem de Trump para limitar proteções de redes sociais

biden revoga ordem de trump para-limitar protecoes-de redes sociais
Jornal Lagoa News

Trump tentou, sem sucesso, regulamentar redes sociais durante seu governo Trump tentou, sem sucesso, regulamentar redes sociais durante seu governo – Brendan Smialovski / AFP – 27.4.2021

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, revogou um decreto de seu antecessor Donald Trump dirigido a agências reguladoras para limitarem proteções de responsabilidade para empresas de redes sociais.

A Casa Branca emitiu um decreto de Biden na noite de sexta-feira revogando vários decretos executivos de Trump. A Casa Branca não respondeu imediatamente a um pedido por comentários.

O Centro pela Democracia e Tecnologia, que havia entrado na Justiça para bloquear o decreto de Trump de maio de 2020, elogiou a medida de Biden, argumentando que o decreto de Trump “era uma tentativa de utilizar ameaças de retaliação para coagir empresas de redes sociais a permitirem que desinformação e discurso de ódio passassem sem checagens em suas plataformas”.

Trump exigiu, sem sucesso, que a Comissão de Comunicações Federais (FCC, na sigla em inglês) limitasse proteções para empresas de mídias sociais sob o Ato de Decência nas Comunicações, de 1996, que protege empresas de responsabilização por conteúdos publicados por seus usuários e permite que elas removam postagens legais, porém condenáveis.

Veja também

  • Twitter rotula publicação de Trump como 'mídia manipulada'

    Internacional

    Twitter rotula publicação de Trump como ‘mídia manipulada’

     


  • Trump enfrenta obstáculos para regulamentar redes sociais

    Internacional

    Trump enfrenta obstáculos para regulamentar redes sociais

     


  • Trump revida contra redes sociais e assina decreto controverso

    Internacional

    Trump revida contra redes sociais e assina decreto controverso

     

Jornal Lagoa News
Rubens Britto

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.