Assistente defende que governador de NY seja responsabilizado

assistente-defende-que-governador-de-ny-seja-responsabilizado
Jornal Lagoa News
Na imagem, governador Andrew Cuomo (Nova York)

Mary Altaffer / Pool via AFP – 10.5.2021

Brittany Commisso, uma assistente executiva do governador de Nova York, Andrew Cuomo, acusado de assédio sexual, afirmou que o político precisa ser responsabilizado.

A assistente é uma das 11 mulheres mencionadas no relatório da Procuradora Geral do Estado de Nova York, Letitia James, que alegou que o governador assediou sexualmente várias mulheres e violou leis estaduais e federais. Cuomo nega as acusações.

Veja também

  • EUA: projeto de US$1 tri para infraestrutura avança no Senado

    Internacional

    EUA: projeto de US$1 tri para infraestrutura avança no Senado

     


  • Assistente do governador de NY registra queixa criminal por assédio

    Internacional

    Assistente do governador de NY registra queixa criminal por assédio

     


  • Governador de NY pode sofrer processo de impeachment

    Internacional

    Governador de NY pode sofrer processo de impeachment

     

Em entrevista ao CBS This Morning, Brittany afirmou que em 2019 e 2020 o governador “se envolveu em abraços íntimos”, incluindo um episódio de quando ele “enfiou a mão por baixo da blusa e agarrou seu seio”. Durante outro incidente, enquanto a assistente tirava uma selfie, ela disse que Cuomo “colocou a mão, esfregou e agarrou sua bunda”.

“O que ele fez comigo foi um crime”, disse ao CBS This Morning e ao Times Union. “Ele infringiu a lei”, completou.

Brittany contou que não se manifestou na época dos fatos porque achava que ela não seria acreditada. “As pessoas não entendem que este é o governador do Estado de Nova York. Tem soldados que estão fora da mansão e alguns funcionários da mansão. Esses soldados que estão lá, eles não estão lá para me proteger. Eles estão lá para protege-lo”, afirma.

Jornal Lagoa News
Rubens Britto

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.