Aos 90 anos, morre o ex-presidente da Argentina, Carlos Menem

aos-90-anos,-morre-o-ex-presidente-da-argentina,-carlos-menem
Jornal Lagoa News

Menem governou a Argentina nos anos 1990 e exercia, atualmente, o cargo de senador pela província de La RiojaMenem governou a Argentina nos anos 1990 e exercia, atualmente, o cargo de senador pela província de La Rioja – JUAN MABROMATA / AFP

O ex-presidente argentino Carlos Menem morreu neste domingo (14) em uma clínica de Buenos Aires aos 90 anos, informou a agência de notícias France Presse e a imprensa local.

Menem, que exercia atualmente o cargo de senador pelo Partido Justicialista (Peronista), foi hospitalizado várias vezes nos últimos meses. Ele representava a província (Estado) de La Rioja, onde nasceu.

Internado com uma infecção urinária, o quadro de saúde do político, que governou a Argentina de 1989 a 1999, se deteriorou nos últimos dias. O político também lutava contra problemas cardíacos.

História

 

Natural da província de La Rioja, Menem governou a Argentina com um programa neoliberal. Durante sua gestão, estabeleceu a paridade cambial de um peso igual a um dólar, que posteriormente eclodiu na pior crise do país em 2001.

O ex-mandatário teve três filhos de dois casamentos: o primeiro com Zulema Yoma e o segundo com a ex-Miss Universo chilena Cecilia Bolocco.

Veja também

  • Argentina já aplicou mais de 200 mil vacinas contra covid-19

    Internacional

    Argentina já aplicou mais de 200 mil vacinas contra covid-19

     


  • Argentina registra 317 'eventos adversos' no início da vacinação

    Internacional

    Argentina registra 317 ‘eventos adversos’ no início da vacinação

     


  • Por que a Ford decidiu sair do Brasil e ficar na Argentina?

    Economia

    Por que a Ford decidiu sair do Brasil e ficar na Argentina?

     

Menem foi investigado em vários casos de corrupção, mas nunca houve uma condenação final.

Chegou a ficar preso preventivamente em casa, em 2001, devido a um processo por contrabando de armas para a Croácia e o Equador. Porém, foi libertado semanas depois por decisão da Suprema Corte de Justiça e, na sequência, absolvido por excesso de tempo em um caso que se arrastou por 25 anos.

Jornal Lagoa News
Paulo da Costa
Jornalista e escritor, repórter do Jornal Lagoa News.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.