Força-tarefa da Lava Jato apoia “compromisso com ações que defendem a democracia”, após ida de Bolsonaro a ato pró-ditadura

Lava Jato responde a ida de Bolsonaro a ato contra o Congresso Nacional e STF

Jornal Lagoa News

Lava Jato se posiciona e responde a ida de Bolsonaro a ato pró-ditadura

Lava Jato envia nota após PGR pedir ao STF a abertura de um inquérito para investigar se as manifestações que contaram com a participação de Jair Bolsonaro feriram a Lei de Segurança Nacional (LSN).

247 – Horas após o procurador-geral da República, Augusto Aras, pedir para o Supremo Tribunal Federal (STF) a abertura de inquérito para investigar as manifestações bolsonaristas de domingo (19), a força-tarefa da operação Lava Jato em Curitiba defendeu “compromisso com ações que fortaleçam a democracia” contra a participação de Jair Bolsonaro nos protestos que exigiam intervenção militar e AI-5. A informação é do jornal Folha de São Paulo.

O comentário da Lava Jato foi enviado através de uma nota à BBC News Brasil, e diz que “A Lava Jato entende que o momento deflagrado pela crise de saúde em decorrência do coronavírus exige, de todos nós – das instituições públicas, de seus representantes e da sociedade civil -, compromisso com ações que fortaleçam a democracia, a integridade, a solidariedade e a segurança institucional, sanitária e econômica de nosso país”. 

Aras pediu ao STF a abertura de um inquérito para investigar se as manifestações feriram a Lei de Segurança Nacional (LSN).

“A força-tarefa da operação Lava Jato, como parte do Ministério Público brasileiro, defende e sempre defendeu a Constituição, a ordem jurídica, o regime democrático e o interesse público, na esfera de suas atribuições”, disse a nota enviada pela operação à reportagem”, acrescentou a Lava Jato.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Jornal Lagoa News
Rubens Britto

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.